Menu

O Google é o maior e mais acessado motor de buscas atualmente. Indexando trilhões de páginas online, é praticamente impossível buscar por alguma coisa que o Google não possa encontrar.

 

Isso faz com que a plataforma — que é apenas um dos produtos da empresa, que detém também redes sociais, software de e-mail, navegador, serviços de publicidade, etc — seja palco não só para pesquisas, mas também para negócios.

 

Um mundo de pesquisas

Se antigamente as pessoas precisavam de enciclopédias para pesquisar verbetes e listas telefônicas para conhecer empresas, hoje esses instrumentos são pouquíssimo utilizados. O Google concentra uma quantidade imensa de informações que não incluem somente notícias, artigos, matérias, etc, mas também empresas, produtos e serviços.

 

Também é do conhecimento de todos que o acesso facilitado a informações mexeu drasticamente não apenas com o comportamento do consumidor, mas também com a experiência que as pessoas têm com o próprio consumo de informações. Em tempos de emergência, ninguém passa mais do que alguns segundos lendo alguma coisa ou buscando por algo.

 

Assim, estar nas primeiras páginas do Google é uma posição bastante valiosa, já que 90% das pessoas que buscam por algo não passam da primeira página. Mas como isso é possível? Quando você digita termos relacionados ao seu negócio, o seu site não aparece lá? Isso é mais comum do que você imagina, mas também é mais solucionável do que você pensa. No post de hoje, vamos apresentar X maneiras de aparecer no Google!

 

Como aparecer no Google?

Para ocupar as primeiras posições do buscador, é preciso portar algumas técnicas específicas. Isso porque o Google tem um mecanismo bastante inteligente e que leva em conta uma série de fatores na hora de ranquear os resultados que serão acionados quando uma determinada palavra-chave é ativada. E, falando nisso, “palavra-chave” é um dos principais segredos para aparecer no Google!

 

SEO (tráfego orgânico)

Existem, basicamente, 2 maneiras de aparecer no Google: gratuitamente (isto é, de forma orgânica) e com anúncios pagos. O trabalho de SEO — Search Engine Optimization —, traduzido como “otimização para mecanismos de busca”, concentra uma diversidade de técnicas que buscam otimizar o seu site, sua página, seu texto, de modo que ele possa “ser lido” da melhor maneira pelo Google, por exemplo. Como já dissemos, o Google considera alguns fatores na hora de ranquear os sites que aparecerão nas buscas e é preciso que o seu site atenda, da melhor maneira possível, cada um desses detalhes.

 

O trabalho de SEO leva muito em consideração a questão da palavra-chave. Isso porque, vale lembrar, os motores de buscas são como robôs. Isto é, não têm a capacidade de leitura e interpretação que nós temos e, por isso, sites e páginas são processados com base em textos e códigos. Dessa maneira, trabalhar muito bem as palavras-chave que melhor se adequam à sua estratégia pode ser milagroso quando o assunto é ranqueamento! Mas, afinal, como as palavras-chave podem ser trabalhadas? Seguem alguns exemplos:

 

1) Na URL

O Google leva muito em consideração a URL das páginas do seu site. Imagine um post no blog com as seguintes opções de endereço: www.seu-blog-aqui.com.br/3578227-r%upf% e www.seu-blog-aqui.com.br/dicas-para-aparecer-no-google. Qual você acha que o Google ranqueará melhor?

 

2) No conteúdo

Os critérios para ranqueamento do Google nem sempre foram os mesmos. Atualmente, o buscador leva muito em consideração a necessidade de oferecer bons resultados aos usuários. Assim, os conteúdos têm sido uma maneira de trabalhar palavras-chave. Quanto mais relacionado o seu texto estiver com a palavra-chave escolhida, quanto mais otimizado ele estiver (com links, organização em H1, H2, H3, imagens bem descritas, etc), mais chances seu site terá de ser acionado pelas buscas. Outro fator que o Google também leva em consideração é a qualidade do conteúdo. Tamanho do texto e originalidade são coisas que o buscador também considera!

 

Anúncios pagos

Outra maneira de aparecer no Google é fazendo uso de anúncios pagos. O próprio Google tem sua ferramenta de publicidade, o Google Adwords. Nessa plataforma, você pode consultar palavras-chave para estruturar a sua estratégia e, com elas, realizar a construção de anúncios nos mais diversos formatos: banners, vídeos, links patrocinados, etc. Os anúncios pagos no Google podem ser divididos em 2 tipos:

 

3) Rede de pesquisa

São todos os tipos de anúncio que podem ser acionados com base em uma pesquisa. Isso inclui tanto os resultados da própria página do Google quanto os resultados do Google Shopping, Google Maps e Google Imagens, por exemplo. Um exemplo clássico de anúncio em rede de pesquisa são aqueles primeiros links que aparecem quando pesquisamos algo; geralmente, estão marcados com a etiqueta “link patrocinado”.

 

4) Rede de display

Imagine os sites e vídeos que você acessou na última semana. Você provavelmente deve ter se deparado, enquanto lia uma matéria ou uma notícia, com um banner de anúncio nas laterais do site. Ou, então, enquanto você assistia a um vídeo no Youtube, aquele clássico anúncio que aparece no início; se você olhar com mais atenção, na lateral do vídeo também há alguns anúncios.

 

Esses são alguns tipos de anúncio na rede de display! São anúncios realizados em outros sites, parceiros do Google, e que você encontra quando está consumindo algum tipo de conteúdo ou material. Esses anúncios são especialmente interessantes por conta da questão de segmentação. Isso porque você tem a liberdade de anunciar em sites que estejam relacionados ao seu nicho ou que concentram pessoas interessadas no seu tipo de produto ou serviço.

 

Aparecer no Google não é impossível; muito pelo contrário. Apenas exige um trabalho minucioso e de qualidade. Mas, em compensação, os resultados desse esforço são recompensadores! Ficou interessado em anúncios pagos? Saiba mais sobre como o Google Adwords e Shopping podem te ajudar a vender mais? Confira!