Menu

Não é difícil concluir que a internet reúne um número incontável de pessoas diariamente. Usuários das mais diversas plataformas, com os mais diversos perfis, procurando pelas mais diversas coisas. E mais: às vezes, estes usuários sequer estão procurando por algo.

 

Quando o assunto é atrair clientes e convertê-los, como proceder? Neste campo tão vasto, como desenvolver uma estratégia certeira e de quais ferramentas e plataformas devemos lançar mão?

 

A Integra.MD trabalha há anos no mercado do marketing digital. Em todo esse tempo, muitas estratégias já foram desenvolvidas e muitos clientes foram atraídos e convertidos. Mas você sabe quais são os princípios básicos para isso? Confira abaixo como é a nossa maneira de atrair clientes e convertê-los à sua marca:

 

Atrair clientes

Nessa etapa do processo, você está lidando com estranhos ainda. O objetivo é atraí-los para o seu site e fornecer-lhes motivos suficientes para que eles deixem de ser meros estranhos e passem a ser visitantes, leads e, por fim, clientes. Para isso, nós fazemos uso de algumas ferramentas importantes:

 

1) Anúncios

Uma das maneiras mais eficientes de atrair clientes é por meio de anúncios. Mas já se foi a época em que anunciar era sinônimo de outdoor, jornais e revistas. Essas ferramentas ainda são utilizadas, mas, em tempos de internet, o cenário mudou um pouco.

 

O Google, por exemplo, tem sido um importante palco para os anúncios no meio digital. Por meio de palavras-chave, você constrói anúncios potentes e, pagando apenas por quem clica nele, é possível levar ao seu site pessoas realmente interessadas no seu negócio.

 

O nosso planejamento para a implementação de anúncios envolve diversas etapas, desde a análise do público-alvo e de palavras-chave até a construção do anúncio e a mensuração dos resultados.

 

2) SEO

Ainda falando sobre o Google, o SEO trabalha diretamente sobre este tipo de plataforma, os chamados buscadores. Diferente dos anúncios, o tráfego gerado ao seu site por meio de SEO é orgânico, isto é, sem custos. Essa estratégia é um conjunto de práticas que tornam o seu site ou conteúdo relevantes ao buscador. Isto é, quando alguém buscar por uma determinada palavra-chave, se o seu site ou blog estiverem devidamente otimizados, o Google tratará de exibi-los na primeira página.

 

Alguns exemplos de boas práticas de SEO são a otimização de todo o site com o uso de palavras-chave certas e a criação de conteúdo.

 

3) Blog

Falando em conteúdo, uma maneira muito utilizada pelo Inbound Marketing é a atração por meio de conteúdo relevante e útil à pessoa que o procura. Com uma estratégia bem estruturada, envolvendo análise de público-alvo e seleção de palavras-chave, produzir materiais e informações de qualidade (e otimizada para os motores de busca) permite que a sua empresa seja útil ao usuário antes mesmo da realização da compra. Isso contribui, entre muitas coisas, para o alcance da posição de autoridade no mercado, por exemplo.

 

Convertendo visitantes em leads

Nesta etapa, o posto de estranho é abandonado e agora estamos tratando de visitantes. Eles já foram atraídos e tiveram um primeiro contato com a sua empresa, seja por meio do site ou de conteúdos no blog, por exemplo. Para dar continuidade ao processo, é preciso trabalhar muito bem todas as pessoas que chegaram até aqui, afinal, elas já não são meras visitantes e foi preciso um trabalho estratégico para trazê-las ao ponto em que estão.

 

Para isso, trabalhos com a coleta de informações, com o objetivo de segmentar ainda mais os processos deste momento em diante:

 

1) Landing Pages

Landing pages nada mais são do que uma página especialmente arquitetada para convencer os seus visitantes e realizarem alguma ação — benéfica a ele — em troca de algumas informações pessoais como nome, e-mail e ramo de atuação, por exemplo.

 

Podem ser oferecidos download de infográficos ou e-books sobre um tema de muito interesse do visitante, por exemplo. Ou mesmo ofertas de promoção ou solicitação de orçamento gratuita. Esses oferecimentos são chamados de iscas digitais, pois atraem o seu público e, com isso, coletam informações dos usuários, muito importantes para a segmentação. Para isso, são utilizados formulários.

 

A Integra.MD trabalha com a arquitetura de Landing Pages estratégicas e convidativas, da etapa do planejamento até o design e desenvolvimento.

 

2) Formulários

Para que o visitante se torne um lead, é preciso que ele avance uma etapa do processo que só pode se dar com o fornecimento de informações — como o e-mail — que serão úteis para o trabalho adiante.

 

É extremamente importante que o formulário seja rápido e descomplicado. Afinal, queremos evitar que o usuário deixe de preencher por despender muito tempo. Para isso, trabalhamos com uma análise específica com o objetivo de determinar quais informações precisam ser coletadas e, assim, constar no formulário. Essa análise está toda alinhada à estratégia central.

 

Depois que o visitante forneceu os dados, ele se converte e se torna lead, dando abertura ao processo de vendas propriamente dito. De posse de todas as informações importantes — fornecidas no formulário —, o time de vendas já pode ser acionado e entrar em ação, considerando que aquele usuário (que já foi estranho, visitante e agora é lead) já está chegou à última etapa do funil de vendas.

 

Ficou interessado em atrair clientes e convertê-los? Não perca mais tempo investindo em uma estratégia ultrapassada e que não gera resultados. Entre em contato com a gente e agenda uma conversa!