4 ramos mais promissores na crise

Integra.MD Marketing Inteligente Imagem de Capa Para Blog Post 4 ramos mais promissores na crise

Compartilhe este post!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

É muito comum, em tempos de crise, ouvir que “é uma péssima hora para empreender”. Os argumentos vão desde “está tudo caindo e não há um ramo sequer livre desta situação” até “as pessoas estão sem dinheiro, você vai mesmo investir o seu com um quadro tão instável”? Nem todos estes discursos são mentiras, mas é preciso ter um ouvido seletivo nestas situações, já que também nem tudo é verdade.

 

Há muitas pessoas empreendendo ou ansiando empreender, mesmo nos famosos “tempos instáveis”. Acontece que este cenário pode ser muito promissor, por mais incrível que pareça; basta saber escolher a área e este é um fator que pode dar o sucesso ou o fracasso ao seu negócio. Abaixo, confira os ramos que estão mais à frente da crise!

 

1. Alimentação

Clássico, o ramo da alimentação é uma das áreas mais prósperas por uma série de motivos. Segundo pesquisa realizada pelo Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), no ano de 2015, 35% foi o número de crescimento no setor alimentício, em virtude da abertura dos mais variados tipos de empreendimento gastronômico. Afinal, em tempos de crise ou não, as pessoas ainda têm de se alimentar.

 

Dentro deste panorama, o que mais tem feito sucesso é o ramo de alimentação pronta ou congelada, por conta da praticidade e custo menor se comparado à alimentação em bares e restaurantes.

 

2. Consertos

Outro setor que caminha bem com as mesmas premissas do ramo da alimentação é o mercado de consertos e reparos. Independentemente da situação econômica, objetos e produtos quebram e, em muitos dos casos, não há a opção de ignorar e deixar para outra hora. É o caso do mercado de conserto de automóveis, por exemplo; com uma necessidade de locomoção cada vez maior, as pessoas simplesmente não podem se dar o luxo de ter um carro e mantê-lo quebrado caso algo aconteça. O mesmo acontece para itens indispensáveis como geladeiras, fogões, celulares e até aparelhos de televisão.

 

3. Cosméticos

Item que, em um primeiro momento, parece totalmente dispensável e passível de cortes, os cosméticos fazem parte de um setor cada vez mais promissor, ainda que em tempos de crise. Em um estudo realizado pelo SPC Brasil a respeito do cenário recessivo, foi constatado que o brasileiro opta por cortar gastos com lazer para manter os custos com a beleza. As empresas que mais têm crescido com essa situação são as de menor porte, considerando que o consumidor tem dado preferência a produtos mais em conta para não precisar abrir mão da compra.

 

4. Marketing

Não é preciso muito esforço para entender por que o ramo do marketing tem recebido destaque em tempos de recessão econômica. Com as empresas sofrendo com a queda dos números, é natural que alguma atitude seja tomada para reverter este quadro; e é aí que entram as empresas e os especialistas em marketing!

 

Munido de informação, já sabe qual será o setor que receberá o seu negócio? Confira mais dicas sobre empreendedorismo!

 

Leia também:

Deixe um comentário:

Gostaria de saber mais sobre como o Marketing Inteligente pode transformar sua empresa?

Converse com um de nossos consultores, basta preencher o formulário abaixo: