Crescimento exponencial, Indústria 4.0 e transformação digital: saiba das mudanças

Integra.MD Intelligent Marketing Evento Primeiro Executive Day São Carlos Imagem de Divulgação Blog Post Crescimento exponencial, Indústria 4.0 e transformação digital

Compartilhe este post!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

O que você pensa quando se fala em transformação e era digital? Esses foram os assuntos do 1º Executive Day, realizado pela Integra.MD no último dia 06 de março! Ao longo de um dia inteiro de muito conteúdo rico, foram realizadas 7 palestras com especialistas no assunto e nós trouxemos um resumo sobre tudo o que rolou em cada uma delas!

Falamos sobre muita coisa:

• Crescimento exponencial;

• Marketing Digital para indústrias e empresas de tecnologia;

• Transformação digital e Indústria 4.0;

• Customer Success;

• Desafios que impedem as empresas de crescer;

• Gestão do amanhã e estruturação de negócios para o crescimento;

• Mudança para a inovação.

No post de hoje, você ficará por dentro de tudo o que rolou nas palestras “Crescimento exponencial: o que aprendemos das empresas que mais crescem no mundo” e “Como não ficar para trás na Transformação Digital e Indústria 4.0”. Confira!

Palestra: “Crescimento exponencial: o que aprendemos das empresa que mais crescem no mundo”, de Renan Silvestre

Liderada pelo fundador e CEO da Integra.MD, Renan Silvestre, a palestra sobre crescimento exponencial foi a primeira do dia e reuniu o público para uma conversa sobre o que as empresas que mais crescem no mundo podem nos ensinar!
Renan trouxe aos participantes do 1º Executive Day uma reflexão importante: a sua empresa cresce pouco ou cresce exponencialmente?

Integra.MD Intelligent Marketing Evento Primeiro Executive Day São Carlos Palestrante Renan Silvestre

Empresas que crescem pouco

Esse tipo de empresa possui algumas características, como:

• Vendas desvinculado ao marketing e pós-venda;

• Profissionais utilizam a tecnologia de forma individual para aumentar o volume de trabalho;

• Cada pessoa desenvolve suas habilidades de forma independente e pouco direcionada, a empresa ficando dependente daqueles que se destacam;

• Treinamento anual, ministrado por aqueles que não usam as habilidades ensinadas há mais de uma década;

• A equipe é recrutada, treinada e incentivada por meio de planos de remuneração para competir entre si.

Se a sua empresa apresenta algum (ou vários) desses traços, é hora de repensar as suas estratégias, tanto internas quanto externas. 

Mas, então, quais são as características de empresas que crescem exponencialmente?

Empresas que crescem 

Da mesma forma que as empresas que apresentam pouco crescimento têm determinadas características, aquelas que crescem também. São elas:

• Marketing, vendas e pós-venda alinhados e buscando oportunidades de melhoria em todo o processo;

• Tecnologia é utilizada de forma colaborativa e para melhorar qualidade, eficácia e eficiência;

• A equipe compartilha e documenta o que funciona durante cada etapa do processo de aquisição e retenção de clientes por meio de manuais e modelos dinâmicos;

• Trabalha com melhoria contínua, onde as melhores práticas são instantaneamente compartilhadas, enriquecidas com feedback de colegas e orientadas para novos membros da equipe;

• A colaboração reina. Os líderes gerenciam uma equipe não apenas com base nos resultados, mas também nos principais indicadores, como esforço, conhecimento e habilidade. Eles estão continuamente comparando e treinando a equipe, não sobre como um indivíduo pode fazer um trabalho melhor, mas sobre como compartilhar as melhores práticas e aprender um com o outro.

Se você ficou se perguntando, então, como ser uma empresa que cresce de maneira exponencial, o Renan também trouxe um segredo valioso: empresas que crescem exponencialmente têm algo em comum — elas adotam uma abordagem científica para o crescimento.

Mas o que é uma abordagem científica para o crescimento?

Essa abordagem é quase como uma cultura que a empresa deve adotar. Observando a lista de características de empresas que crescem e que não crescem, é possível identificar a cultura tradicional e a cultura científica em uma e em outra. A base da cultura científica é composta por estratégias e ações sempre orientadas por dados, e com enfoque nos processos! Veja o comparativo:

CULTURA TRADICIONALCULTURA CIENTÍFICA
Vendas desvinculado ao marketing e ao pós-venda.Marketing, vendas e pós-venda alinhados e buscando oportunidades de melhoria em todo o processo.
Profissionais  utilizam a tecnologia de forma individual para aumentar o volume de trabalho.Tecnologia é utilizada de forma colaborativa e para melhorar a qualidade, a eficácia e a eficiência.
Cada pessoa desenvolve suas habilidades de forma independente e pouco direcionada, a empresa fica dependendo daqueles que se destacam.A equipe compartilha e documenta o que funciona durante cada etapa do processo de aquisição e retenção de clientes por meio de manuais e modelos dinâmicos.
Treinamento anual, ministrado por aqueles que não usam as habilidades ensinadas há mais de uma casa.Trabalha com melhoria contínua, na qual as melhores práticas são instantaneamente compartilhadas, enriquecidas com feedbacks de colegas e orientadas para novos membros da equipe.
A equipe é recrutada, treinada e incentivada por meio de planos de remuneração para competir entre si.A colaboração reina. Os Os líderes gerenciam uma equipe não apenas com base nos resultados, mas também nos principais.

Para entender melhor o que compõe cada uma das culturas, olhar para os seus pilares pode ser interessante!
Pirâmides de cultura tradicional e cultura científica no marketing digital

E sobre transformação digital e Indústria 4.0, o que você sabe? Veja como foi a palestra sobre o assunto!

Palestra: “Como não ficar para trás na Transformação Digital e Indústria 4.0”, de Elisabet Fernandez

Indústria 4.0 e transformação digital são tópicos frequentes nas discussões sobre o cenário atual. Assim, Elisabet Fernandez, head of marketing da Integra.MD, decidiu abordar esses dois temas em sua palestra no 1º Executive Day!

O que é Indústria 4.0?

Conhecida como a Quarta Revolução Industrial, o conceito de Indústria 4.0 aborda o cenário no qual nos encontramos, repleto de tecnologia, automação e dados. Elisa também falou sobre o que tem sido pregado sobre esse momento; é comum que as empresas tenham ouvido, pelo menos uma vez nos últimos tempos, frases como:

• Você deve criar páginas para a sua empresa nas redes sociais;

• Você deve criar um aplicativo;

• Você deve renovar a tecnologia que você usa;

• Entre outras.

Elisa também lançou mão de um dado interessante para instigar o público: quase 70% das indústrias não se consideram avançadas digitalmente. O que você acha sobre isso? Na palestra, vimos alguns motivos pelos quais as empresas pensam assim:

• 63% dizem que o maior desafio para isso é mudar a cultura organizacional;

• 59% atribuem os desafios aos recursos (pessoas, tecnologias, expertises);

• 56% dizem que o desafio é entender o comportamento ou impacto do novo consumidor conectado;

• 53% culpam a colaboração entre equipes e setores como motivo para não avançarem digitalmente.

Sendo assim, ficou claro: atualmente, muitas empresas têm resistência à mudança! E isso as impedem de realizar uma transformação digital.

O que é transformação digital?

A transformação digital, como muitos pensam, não é a implementação de novas tecnologias apenas. Isso porque replicar ações é simples, mas inovar nelas é o desafio.

“É fácil começar a vender online porque seu concorrente começou, substituir as máquinas da fábrica porque seu concorrente está com umas fotos lindas no site ou trocar o sistema interno porque um cliente comentou que viu em outra empresa usarem uma plataforma muito mais eficiente!”

Para exemplificar perfeitamente essa ideia, Elisa nos apresentou à metáfora do jogo de facas. Ela nos relembrou uma temporada do programa MasterChef Amadores na qual uma das provas era saber usar um jogo de facas profissional, com diversas opções de para diferentes alimentos.

A maioria não soube usar todas as opções do jogo, mas ficou o questionamento em nós (e em alguns dos participantes do reality): para que tantas facas se a única coisa que fazem é cortar? E é aí que entra o paralelo com a transformação digital:

“Se um amador entende que há um mundo além da faca que ele conhece, que existe uma forma mais eficiente de perfurar, cortar e descascar, ele pode descobrir como são as outras facas (e muitos outros instrumentos, técnicas etc), o que elas fazem, o que elas facilitam e por que elas são do jeito que são. E pode tirar inúmeras vantagens dessas habilidades. Mas ele precisa acreditar que há um mundo além do que ele conhece. Entender a importância do que está além. E abraçar o novo para aprender. Aí ele vai entrar para o mundo dos profissionais.”

A ideia de uma transformação digital de sucesso é acreditar na mudança em vez de atribuir o sucesso à ferramenta. No exemplo do jogo de facas, o que acontece com a transformação digital é:

• Uma pessoa que não está aberta à mudança, não vai querer enxergar que existe uma forma diferente de fazer uma tarefa;

• Uma pessoa que não enxerga os novos jeitos de fazer uma tarefa não entende a importância de uma nova ferramenta para essa tarefa;

• Uma pessoa que não entende a importância de uma ferramenta não tem a motivação para aprender a usar;

• Uma pessoa que não sabe usar a ferramenta conseguirá resultados mínimos;

• Ficará desiludida e acreditará que a ferramenta não é tão transformadora assim;

O erro é acreditar que é a ferramenta que traz a mudança, quando na verdade a mudança já tinha que estar presente antes mesmo da ferramenta. E onde começa a mudança? Em você!

Ficou interessado em saber mais sobre essas duas palestras? Disponibilizamos as apresentações de cada uma delas, e, em breve, elas estarão disponíveis em podcast! 

O que você achou dos temas? Quer saber mais? Confira os posts do blog da Integra.MD e fique por dos assuntos mais importantes para um marketing digital inteligente!

Leia também:

Deixe um comentário:

Gostaria de saber mais sobre como o Marketing Inteligente pode transformar sua empresa?

Converse com um de nossos consultores, basta preencher o formulário abaixo: